O Congelamento de Sêmen é uma técnica simples e segura na qual amostras de sêmen podem ser congeladas para facilitar processos de reprodução assistida, aumentar as chances de ter filhos depois de tratamentos de doenças com risco de diminuição de produção espermática ou, ainda, preservar a fertilidade no futuro, garantindo a obtenção de espermatozóides viáveis. Uma das vantagens dessa técnica é a possibilidade de deixar as amostras congeladas por tempo indeterminado, sem comprometer sua qualidade.

Para quem é indicado o Congelamento de Sêmen

O Congelamento de Sêmen é indicado para homens com alguma doença ou condição que induza à infertilidade ou iniba a espermatogênese, como àqueles submetidos à vasectomia e expostos à profissões de risco ou à tratamentos de fertilização assistida.

Passo a passo do Congelamento de Sêmen

01

O primeiro passo é agendar a consulta com um especialista para esclarecer dúvidas e realizar o espermograma, capaz de avaliar a qualidade seminal, além de exames sorológicos obrigatórios pela Anvisa, a exemplo do Anti HIV 1 e 2, PCR quantitativo para o HIV, Anti HTLV 1 e 2, Sífilis, HbsAg (Antígeno Austrália), Anti Hbc, Anti HCV e anticorpo IgM Zika Vírus.

02

Realizados os exames e não havendo qualquer anormalidade, colhe-se o material em laboratório por masturbação em ambiente adequado ou, quando necessário, por punção ou biópsia testiculares. Nessa etapa, recomenda-se abstinência sexual e de masturbação de 3 a 5 dias para cada coleta, embora em casos urgentes seja possível fazer uma coleta de sêmen mesmo sem esta condição.

03

A partir disso, uma parte do material é separada para análise de coloração, viscosidade, motilidade e morfologia do sêmen e a outra é diluída em uma substância protetora para, então, o citoplasma da célula ser congelado em nitrogênio líquido a -196ºC. Essa técnica, denominada vitrificação, consiste em um congelamento ultra rápido que reduz a formação de cristais de gelo no interior do sêmen e aumenta a chance de sobrevivência.

04

Dessa maneira, o sêmen pode ser utilizado a qualquer momento, bastando descongelar o material para uso em uma técnica de reprodução assistida, como a Inseminação Artificial (Intrauterina) e a Fertilização in Vitro.

Veja também outros métodos eficazes de reprodução assistida

Fertilização
In Vitro

Inseminação
Artificial

Coito
Programado

Congelamento
de óvulos

Congelamento
de embriões

Congelamento
de sêmen

Diagnóstico
Pré-Implantacional

Punção e Biópsia
Testiculares